Facebook testa descrição de imagens para leitor de tela

Durante estas últimas duas semanas estamos acompanhando uma profusão de novidades tecnológicas vindas de algumas empresas de tecnologia norte-americanas, que estão prometendo beneficiar e muito às pessoas com deficiência visual.

Segundo uma matéria divulgada esta terça-feira no site do Olhar Digital, Usuários com deficiência visual do Facebook em inglês já estão testando uma tecnologia baseada em inteligência artificial, que descreve aproximadamente o conteúdo das imagens publicadas na rede social.

Com aproximadamente 300 milhões de pessoas cegas ou com dificuldades para enxergar utilizando a rede diariamente, a iniciativa demonstra respeito pelas pessoas com deficiência visual e oferecem um pouco mais de autonomia para este público, que passa a poder “ver” as fotos como informação útil.

Segundo o Olhar digital, a tecnologia é chamada de “automática alternativa texto”, e reconhece pontos específicos nas fotos, gerando uma descrição aproximada do conteúdo da imagem, que pode ser falada posteriormente através de um software leitor de tela, que normalmente é usado por pessoas com deficiência visual para acessar, entre outras coisas, o feed de notícias.

Até então, quando a pessoa com deficiência rolava o feed e encontrava uma foto, o usuário só ouvia o nome da pessoa que fez o post seguido pela palavra “foto”. Agora há uma descrição mais rica e é possível ouvir coisas como “a imagem pode conter três pessoas, sorrindo, em ambiente externo”.

Num primeiro momento, apenas quem usa o Facebook no iOS em inglês terá acesso à novidade, mas a empresa promete expansões para outros idiomas.

Facebook Pretende ajudar Pessoas Cegas a Entender Fotos Postadas na Rede Social

O Facebook é provavelmente a maior rede social do mundo hoje. As pessoas com deficiência visual também utilizam a rede, assim como todo mundo eles fazem uso dela por distração, para se comunicar ou como uma fonte de notícias, entretanto boa parte destas notícias são divulgadas em forma de imagem, incluindo fotos de parentes e amigos, charges, entre outras fotos que geralmente são enviadas sem qualquer descrição.

Se a pessoa quiser saber o que há na foto ela tem duas opções: Ler atentamente os comentários (caso haja algum) e com base neles deduzir o que há na imagem. Ou pode perguntar para a pessoa que publicou a foto o que é, mas com tantas fotos sendo publicadas todos os dias, esta tarefa se torna no mínimo inviável.

Recentemente, segundo uma matéria do Olhar Digital, o Facebook divulgou que está desenvolvendo uma tecnologia que deverá estar disponível até o final do ano, que pretende pelo menos dar uma noção do que está na foto, reconhecendo e destacando seus elementos principais.

Se o Facebook realmente alcançar este objetivo, pessoas com alguma deficiência visual não vão mais depender exclusivamente das descrições.

Com esta tecnologia associada ao reconhecimento facial que já existe no serviço, as pessoas cegas estão mais perto de “ver” aquelas fotos tiradas no final de semana!