APPS de transporte público podem, mas ainda não ajudam pessoas com deficiência visual.

Esta semana testamos dois aplicativos que servem para auxiliar as pessoas à usar o transporte público com mais eficiência e segurança , evitando perca de tempo e permitindo que o usuário possa planejar seu itinerário antes de sair de casa.

Em cidades como São Paulo por exemplo, onde temos várias opções de transporte para chegar à um mesmo destino, estes APPS podem vir a ser grandes aliados para quem depende de transporte público e deseja chegar no horário.

Para quem tem algum tipo de deficiência visual, estes aplicativos tem muita utilidade em potencial, já que eles podem informar coisas muito valiosas, como por exemplo: Quando vai chegar o próximo ônibus, quanto tempo vamos demorar para chegar ao destino, quantas estações ou pontos falta para chegar na nossa próxima parada, avisar sob obstruções no nosso meio de transporte habitual, quais são as baldeações no nosso trajeto, quais as opções de transporte e muito mais!

O potencial é muito grande, mas neste momento isto é quase uma utopia para quem se aventurar no uso destes aplicativos.

A boa notícia é que o Blog Inclunet entrou em contato com os desenvolvedores do Moovit e do Trafi. As duas empresas já estão pensando em acessibilidade em seus aplicativos, sendo que a Trafi pediu sugestões de acessibilidade, perguntando o que eles podem melhorar e a Moovit falou que eles estão estudando formas de integração com o Talkback e Voiceover, mas que por enquanto estão em fase de estudo.

Nem uma das empresas deu previsão de melhoria do aplicativo até o momento da postagem, mas assim que algo mudar nestes aplicativos, faremos uma nova postagem avisando.

Autor: Leonardo Gleison Ferreira

Leonardo Gleison Ferreira é Técnico em tecnologia assistiva da Laramara, Graduado em análise e desenvolvimento de sistemas, pós graduando em marketing, atualmente ministra aulas de educação tecnológica para jovens com deficiência visual e faz parte do grupo de especialistas em acessibilidade do CEWEB/W3C.br.

1 pensamento em “APPS de transporte público podem, mas ainda não ajudam pessoas com deficiência visual.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *