No Transporte público de Santos, todos os acentos serão de uso preferencial!

Praticamente toda pessoa com deficiência que utiliza o transporte público já ouviu a seguinte frase: “Olha o seu lugar ali, vai lá que vão te dar um lugar”.
Os acentos reservados de uso preferencial são destinados às pessoas idosas, pessoas com crianças de colo, com deficiência ou mulheres grávidas e é um direito adquirido por lei, quando deveria ser um direito proveniente do bom-senso e da boa educação.
Em alguns lugares as pessoas acreditam que não devem ceder o acento quando não estão em um lugar reservado. Deixam que a pessoa idosa vá de pé em um ônibus lotado, ainda que ela esteja usando bengala ou andador.
Em santos, uma lei municipal publicada recentemente, diz que a partir do próximo dia 25 de novembro todos os acentos no transporte público serão reservados para uso preferencial.
É uma tentativa para diminuir o problema, fazendo por força de lei o que deveria ser feito pela força do hábito, corrigindo essa distorção e consequentemente diminuir as situações humilhantes que às pessoas com deficiência são obrigadas a passar todos os dias no transporte público.
Quando a pessoa com deficiência escuta a frase mencionada no início da postagem, fica a impressão de que ela não é um ser humano, por isso é indigna de se sentar próximo aos outros e precisa ficar em um lugar reservado, “preferencialmente” longe das demais pessoas.
Agora vamos esperar que o resto do Brasil siga o exemplo, quem sabe um dia tais leis não serão mais necessárias.

Com Informações do Via trólebus.

Autor: Leonardo Gleison Ferreira

Leonardo Gleison Ferreira é Técnico em tecnologia assistiva da Laramara, Graduado em análise e desenvolvimento de sistemas, pós graduando em marketing, atualmente ministra aulas de educação tecnológica para jovens com deficiência visual e faz parte do grupo de especialistas em acessibilidade do CEWEB/W3C.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *