Vamos preparar as crianças para a vida?

Atualmente, os pais estão criando os filhos na base do mimo, muitas vezes, por não conseguirem tempo suficiente para ficar com eles, agradando-os demais quando estão por perto, dando-lhes tudo o que pedem, deixando passar as birras e os momentos de mal criação.

Quando se trata de crianças com deficiência esse mimo é muito maior, numa mistura de super proteção e excesso de carinho, resultando em crianças que fazem birra por tudo e se frustram quando não conseguem algo.

Os mesmos pais que fazem tudo para que seus filhos não errem, se machuquem, se frustrem ou se aborreçam, fazendo deles o centro das atenções, podem estar criando adultos mal educados, que não aceitam as diferenças e as opiniões das outras pessoas.

Pais de pessoas com deficiência, normalmente confundem limitações com dependência, adotando uma postura superprotetora, que pode até afetar a pessoa intelectualmente.

As crianças com deficiência devem respeitar limites e regras como todas as outras, assim como devem (sempre que possível), passar pelas mesmas experiências, tanto boas, quanto ruins, para que se tornem adultos capazes de viver em sociedade.

Autor: Camila Domingues Ferreira

Camila Domingues Ferreira é pedagoga, Pós graduanda em educação especial, atualmente ministra aulas particulares para pessoas com deficiência visual e múltipla deficiência, é Consultora independente sobre acessibilidade em tecnologias móveis para a educação, tendo participado como jurada nas últimas edições do prêmio nacional de acessibilidade na web promovido pelo CEWEB/W3C.br.

1 pensamento em “Vamos preparar as crianças para a vida?”

  1. Concordo plenamente, não podemos confundir deficiência com ineficiência! Somos capazes de tudo, mesmo com restrições. Inclusão de verdade só ocorrerá se prepararmos nossos filhos adequadamente , com auto estima boa, segurança, educação e coragem, para que possam exercer sua cidadania corretamente e não incapacitá-los , tornando suas conquistas ainda mais difíceis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *